Auto de Fé de Barcelona

Autor: Barrera, Florentino
Co-Autor: Coutinho, Emília Santos
R$20,00
3X sem juros de R$6,67
Ou em até 12X no cartão
 
O auto-de-fé, expressão que diz respeito a uma espécie de ritual de penitência pública, ou humilhação de heréticos ou apóstatas, foi colocado em prática pela Inquisição. Os países onde esta instituição, criada pela igreja Católica, teve mais atuação foram Portugal e Espanha, embora em outros ela também tenha funcionado. O evento de Barcelona, ocorrido em outubro de 1861, adquire particular significação histórica por condensar as perseguições e inconvenientes que enfrentaram os espíritas das primeiras horas. Este trabalho relaciona as 300 obras que foram queimadas naquela oportunidade e descreve minuciosamente o ato e suas repercussões, citando também o fato do bispo que ordenou a queima dos livros, desencarnado nove meses após o auto-de-fé, comunicando-se mediunicamente, arrependido, fazendo previsões a respeito do local da punição, Cidadela, as quais se realizaram depois.

 

Barrera, Florentino (autor)
Coutinho, Emília Santos (tradutor)
Coutinho, Gabriela Santos (tradutora)
Histórico - 96 págs. 14x21 cm
CCDPE - Livro - Espírita - Cód. 19211

Newsletter

Redes Sociais

Contato

  • Rua João Pinheiro, 313 - Centro/ Uberaba-MG